UFSJ em Divinópolis

UFSJ em Divinópolis tem autorização do MEC para oferecer aulas pela internet até dezembro

A Universidade Federal São João Del Rei (UFSJ) em Divinópolis está autorizada a oferecer aulas pela internet até o dia 30 de dezembro, de acordo com uma portaria do Ministério da Educação (MEC), publicada no Diário Oficial da União nesta semana. A autorização para realização de aulas à distância é somente para instituições federais de ensino superior.

A portaria segue medidas de contenção à pandemia da Covid-19 e flexibiliza ainda os estágios e as práticas em laboratórios. Estas podem ser feitas à distância nesse período, com exceção para os cursos de medicina. Outros cursos da área da saúde não são citados no documento.





A Prefeitura de Divinópolis ressaltou que a medida não se aplica às instituições de ensino municipais, estaduais e particulares. O Executivo reforçou que tem total autonomia para regulamentar as medidas de isolamento, principalmente quanto aos critérios de retorno das aulas presenciais, tanto na rede pública quanto na rede particular de ensino.

Em março, o MEC já havia publicado a primeira portaria que trata sobre o tema com validade de 30 dias. Esta já é a terceira vez que o prazo é prorrogado. Porém, desta vez, a autorização para aulas online é estendida até o fim de 2020.

Ainda segundo a portaria, as instituições de ensino terão autonomia para definir o currículo de substituição das aulas presenciais, a disponibilização de recursos a estudantes para que eles possam acompanhar as aulas e a realização de atividades durante o período.

O documento prevê ainda que as instituições podem suspender as atividades acadêmicas presenciais pelo mesmo prazo, mas elas deverão ser “integralmente repostas” quando for seguro voltar ao ensino presencial. Com a nova portaria, as instituições de ensino superior podem efetivar os planos pedagógicos com o ensino híbrido e implantar inovações educacionais e tecnológicas.

Ensino municipal, estadual e particular

A Prefeitura de Divinópolis pontuou que um grupo composto por representantes das escolas se reúne periodicamente para estabelecer os protocolos sanitários, desinfecção das escolas, compra de materiais de higienização, manejo de alimento entre outros assuntos.

Uma das primeiras iniciativas é estabelecer um calendário de visitas da Vigilância Sanitária às instituições. A intenção é levar as orientações sobre as medidas sanitárias, de acordo com as condições estruturais de cada instituição escolar.

O retorno das aulas presenciais ainda não tem data definida. O Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus segue analisando a situação para estabelecer as orientações de medidas sanitárias para garantir a saúde e a segurança de todos.

Leave a Reply